quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Muitas vezes temos que dar tempo ao tempo. Outras vezes, temos que arregaçar as mangas, e resolver - nós mesmos - determinada situação. Neste caso, não existe pior coisa do que adia


O modo como ele me olha, o jeito que ele sorri. Me deixa tão confusa, tão fora de mim. Ele sabe mexer comigo, e sabe exatamente que meu coração acelera quando ele chega perto, com aquele cheiro, com aquele abraço. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.